Diretor Técnico Médico
Dr. Waldirson B.M. Coelho Nutrologia / Clínica Médica RQE 675 RQE 2270 CRM-MT:2270

Ortomolecular

Ortomolecular

TERAPIA ORTOMOLECULAR

 

A Terapia Ortomolecular é um verdadeiro progresso da ciência. A essência da ciência é mudar o modo de pensar sobre o mundo ao nosso redor e sobre nós mesmos.

 

Por isso é chamada “a medicina do futuro”: ver o homem como um todo, um ser global. Ao passar dos anos, além de aumentarmos nossos conhecimentos adquirimos conjuntamente um maior número de doenças.

 

Eis um desafio à nossa ciência! A sabedoria advinda com a idade deve urgentemente estar acompanhada da qualidade de vida. A terapia ortomolecular (TO) é uma terapia complementar aos métodos médicos vigentes.

 

Ela não renega estes métodos tradicionais, ortodoxos (curativos) e ;sim acrescenta a eles novos conhecimentos. Surgida da necessidade de acomodar antigos e novos conceitos, teorias e concepções em diversas áreas da ciência que são suas raízes e suporte científico. “ORTHO” significa acerto, consequentemente MO significa equilíbrio molecular.

 

Termo criado por Linus Paulling em 1.968 depois de muitas décadas de estudo na tentativa de compreender e tornar prática a interrelação de harmonia molecular e a saúde.

 

Denham Harman, estudioso da teoria dos radicais livres como causa do envelhecimento, refere-se à morte como sendo o resultado de um acúmulo de alterações orgânicas irreversíveis, produzidos de célula a célula, tecido a tecido, orgão a orgão, sistema a sistema e, consequentemente a morte do organismo COMO FUNCIONA?

 

A terapia ortomolecular está centrada no fato que o homem está sendo oxidado constantemente por substâncias chamadas de Radicais Livres (RL) por isso é também chamada de oxidologia.

 

Mas o que é Radical Livre? É uma parte do oxigênio que respiramos a qual dentro da gente sofre alterações transformando-se em substâncias nocivas para o bom funcionamento físico e mental.

 

Os RL também são benéficos, são bactericidas, ajudam nas nossas defesas portanto não devem ser combatidos sem orientação de um médico com formação ortomolecular.

 

Deve haver um equilíbrio entre a produção e a degradação dessas substâncias. Como podemos entender isso?- É o mesmo que acontece quando uma fruta, verdura ou suco deixados fora da geladeira fica “escuro”. Ou um objeto enferruja, ou o óleo rancifica.

 

O RL em excesso dentro do nosso corpo também desestrutura a gordura, açúcar, proteína e até a informação genética dos seres vivos.

 

O fato é que nunca damos ao nosso corpo tudo o que ele precisa. Para dar o máximo de resultados precisamos dar a ele o máximo de NUTRIENTES.OS QUAIS NA MAIORIA SÃO ANTIOXIDANTES atualmente chamados de alimentos funcionais COMO ATUA A TERAPIA ORTOMOLECULAR?

 

Questionando a qualidade de vida das pessoas em termos de emoções, atividade física, sons, ruídos, água, ar, irradiação solar, hábitos suicidas como álcool, fumo e drogas; toxinas e o uso excessivo de remédios.

 

A TO a partir do pensamento científico vem tentando não só evitar os processos oxidativos através do uso dos antioxidantes mas criar ;um modelo de medicina que não somente explique, mas que efetivamente atue da maneira eficaz e preventivamente; resgatando sua parte humanistica e repensando os princípios morais e éticos.

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS Educar para o hábito de uma alimentação equilibrada, balenceada e inteligente. Alertar para a sedentarização da sociedade evitando assim sua ação negativa sobre a saúde e o aumento das moléstias degenerativas.

 

Já é científico dizer que a sub oxigenação dos tecidos e a má irrigação sanguínea dos órgãos são determinantes para a baixa de audição, visão pré senil. Administrar emoções: o homem é um ser em evolução não só física mas espiritualmente.

 

Contribuir para tornar realidade a esperança das pessoas de conviverem em um meio ambiente menos poluido de substâncias e metais tóxicos.

 

COMO OS METAIS PESADOS ( chumbo, alumínio, mercurio, cádmio ). Passar a informação que RL não é um mito e consequentemente que a TO não é modismo. Os processos oxidativos no homem (stress oxidativo) é possível de ser medido nos laboratórios de análise clínica nacionais.

 

QUAIS AS DOENÇAS RELACIONADAS COM A PRESENÇA DOS RL? As doenças são frutos de uma desorganização e desequilibrio de nossas menores partículas: as moléculas e células.

 

Estas alterações são silenciosas e começam de dentro para fora. A saúde também deve começar de dentro para fora, devolvendo a estas minúsculas partículas os seus ESPECÍFICOS nutrientes.

 

Desta forma é fundamental respeitar a individualidade bioquímica das pessoas.. Como todos nós sabemos é sempre uma incógnita se somos alérgicos ou não a uma determinada droga.

 

É muito comum os indivíduos exibirem quadro de alterações nutricionais múltiplas, na maioria das vezes imperceptíveis. Nos indivíduos que habitam as grandes cidades é evidente a síndrome de má adaptação ao meio ambiente. A síndrome da fadiga crônica é uma entidade clínica raramente diagnosticada a qual está relacionada a uma desmineralização.

 

A depressão, stress e obesidade são patologias que dentro da visão Biomédica da TO. existe um forte desequilíbrio entre o físico e mental,em que a esperança de vida está baixíssima.

 

Outras patologias clássicas onde a produção de RL está aumentada: Aterosclerose, Artrite- Infarto do miocárdio, Enfisema pulmonar, Isquemia de reperfusão, Parkinson, Catarata, Degeneração macular, Envelhecimento precoce e patológico e Imunodeficiência.

 

Medicina ortomolecular é o mesmo que medicina preventiva? Nem toda a medicina é preventiva, mas para ser de fato Ortomolecular deve estra baseada na prevenção Medicina ortomolecular é uma das disciplinas da grade do curso de medicina convencional?

 

Não Qual é a diferença entre a medicina ortomolecular e a convencional?

 

A MO está alicerçada em uma das teorias do envelhecimento humano ( TEORIA DOS RADICAIS LIVRES ) Como é o relacionamento, de forma geral, entre profissionais da medicina ortomolecular e da convencional?

 

Já assisti entrevista em que médicos convencionais se posicionavam contra. Isso é freqüente? È FREQUENTE. São muitas as tentativas de explicação Desconhecimento Medo do novo para si mesmo Falta de experiência Não faz parte da grade curricular convencional A medicina ortomolecular faz uso apenas de remédios manipulados? Porque?

 

O médico para se dizer com experiencia em Ortomolecular antes de tudo é um medico clinico geral.

 

Com autoridade para receitar não só manipulados e assim o faz rotineiramente Na medicina ortomolecular é comum o médico colar gotas do sangue do paciente em uma lâmina e mostra-lo o comportamento do liquido, não é? Porque isso?

E para conscientizar o paciente de que dele modo de viver afeta diretamente a saúde dele? Não é uma prática rotineira.

 

Este é um método complementar. Chama-se H L B. que só será realizado se houver necessidade. Como qualquer exame complementar.

 

Dr. Waldirson B.M. Coelho
Diretor Técnico
CRM-MT 2277

Illustration by: makeit

Date:

Category:

Tratamentos